Seguidores

"Tudo podemos obter pelo pensamento. Devemos então pensar com exatidão aquilo que realmente desejamos".
Spinoza

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Guirlanda de Retalhos

PAP – Guirlanda de Retalhos

Quando eu era pequena, adorava as férias de verão, porque aí tinha mais tempo para o que realmente me importava: brincar! E sempre adorei brincar de enfeitar a casa para o Natal junto com a mãe. Ela sempre foi muito caprichosa com essas coisas, e lembro que em Novembro era um mutirão na mesa da cozinha, bordando lantejoula dourada no feltro vermelho, empacotando mini-presentinhos pra pendurar na árvore, lambuzando as mãos de cola e gliter.
Aqui o quarto da bagunça costura vive cheio de tecidos e retalhos, muitos retalhos! Eu tenho dó de colocar no lixo até as aparas das ourelas dos tecidos (tem umas tão bonitinhas). Aí pra entupir ainda mais de sacolinhas embaixo da minha mesa, a mãe me trouxe umas tiras compridas de tricoline verde claro pra que eu desse um fim, e eu não fazia idéia do que inventar pra dar conta de usar tanto retalho igual. Nem sou muito fã desta cor. Mas aí o Natal chegando, nada de enfeite natalino nessa casa, resolvi fazer alguma coisa pra decorar a porta e consumir o que tem de menos útil nesse canto da casa: os retalhos verdes, botões antigos, as ourelas dos tecidos preferidos que já se foram e uns restos de aviamentos dourados que sempre encalham…
Fui fotografando a experiência, e bem que deu certo e a guirlanda ficou bem “repolhuda”. Não ficou com cara daqueles enfeites paraguaios, feitos por mão de obra quase escrava lá na China. Ficou bem rústica e até uma criança pode fazer uma porque não precisa de tanto perfeccionismo, precisa é ser divertido o fazer, e pra mim foi relembrar aquelas tardes lá com a mãe costurando lantejoulas. Pronto, cansei de enfeites natalinos plastificados! E viva a decoração de Natal feita em casa!
Coloque as crianças pra ajudar, e siga o passo-a-passo com o que você tiver encalhando aí na sua casa, dê vida nova aos aviamentos esquecidos, aos retalhos renegados, a uma roupa verde que você não usa mais, e até daria certo usar papel, lã, ou garrafa pet!
1. Comecei recortando tirinhas mais finas, com cerca de 1cm de largura;
2. Enrolei na mão o cordão até ter um volume razoável para formar um pom-pom;
3. Destes rolinhos feitos na mão, amarrei eles ao meio com uma linha forte ;
4. Cortei as pontas dobradas para ficar mais “fru-fru”;
5. Com a mesma linha forte, cortei 1,20 m e passei pela agulha, trabalhei com ela dupla, ficou com 60cm e fiz um nó na ponta com sobra de linha para depois amarrar;
6. Fui passando os vários pom-pons de tecido prontos por esta linha dupla, até ter um cordão suficiente para minha guirlanda.
7. Com a medida desejada, cortei um arame com a mesma circunferência e costurei o cordão de pom-pons a ele, e em uma das pontas fiz uma alça para pendurar.
8. Aparei as pontas desgarradas dos pom-pons para ficar um pouco menos bagunçado;
Cortando as aparas para deixar mais uniforme
9. Passei um trancelim dourado que estava encalhado aqui na caixinha de costura;
10. Costurei os lacinhos que fiz com as ourelas dos tecidos que fui guardando ao longo do ano e alguns retalhos que estavam cortados em tirinhas finas.
11. Costurei alguns botões solitários no miolo de alguns lacinhos, e pronto, só pendurar na porta!
Fonte: Blog Ana Vivian

Um comentário:

  1. Linda guirlanda de retalhos, vou fazer só q em malha. parabens

    ResponderExcluir

"Quando não se pode voltar, só devemos ficar preocupados com a melhor maneira de seguir em frente."